A doença de Alzheimer no cinema e na literatura

A doença de Alzheimer pode ser dolorosa, tanta para o doente como para familiares e amigos. Através de livros e filmes contam-se histórias duras de como é viver com esta patologia.

Texto de Alexandra Pedro | Fotografia iStock

Joaquim de Almeida foi protagonista de um destes. Em 2016 estreou Una Vida: A Fable of Music and the Mind (O Poder da Música, título em português), de Richie Adams. Álvaro Cruz (personagem interpretada pelo ator português) é um neurologista que assistiu ao deteriorar da saúde mental da sua mãe e que decide acompanhar Una Vida (Aunjanue Ellis), artista, que também sofre de Alzheimer, e que atenua os sintomas cada vez que canta.

Veja aqui o trailer:

Para Sempre Alice é mais um dos exemplos. Julianne Moore interpreta Alice, uma mulher de cinquenta anos que se depara com a doença de Alzheimer. Os primeiros sintomas, a relação com a família e a progressão da doença são retratados no filme, que valeu um Óscar de melhor atriz a Julianne Moore.

O filme, com realização e argumento de Richard Glatzer e Wash Westmoreland, é um drama adaptado do best-seller homónimo, escrito por Lisa Genova.

Veja aqui o trailer:

Em O Diário da Nossa da Paixão (2004), a doença de Alzheimer volta a ser central no enredo. Noah (Ryan Gosling) foi apaixonado por Allie (Rachel McAdams) durante toda a vida. Quando a mulher tem de ir para um lar por ter Alzheimer, Noah não consegue ficar longe e muda-se também para estar com ela. E para lhe contar a mesma história de amor todos os dias. A deles.

Veja aqui o trailer:

Existem também vários livros publicados sobre o tema. Na fotogaleria em cima pode ver alguns deles.


Veja também:

Alzheimer: o que é preciso saber sobre esta doença