O bizarro truque de 30 segundos que pode salvar relações

Texto de Ana Pago | Fotografias da Shutterstock

Acontece: vivemos a correr, com mais cansaço do que podemos aguentar, e então alguém nos interpela e disparamos uma resposta torta sem sequer pensar. Não porque achemos que reagir com raiva às frustrações resolve alguma coisa, mas andamos fora de nós.

E assim caímos em espirais de reações negativas, que nos enredam a ponto de arruinar casamentos, carreiras e até amizades de longa data. Felizmente para nós, existe um truque simples capaz de salvar relações.

AO CONTRÁRIO DAS ZEBRAS, QUE DESLIGAM O STRESS AO ESCAPAREM DOS PREDADORES, NÓS ATIVAMO-LO CONTINUAMENTE.

«Ao contrário das zebras, que desligam a resposta de stress quando o leão se afasta, nós ficamos a remoer no que aquele tipo nos fez e se for preciso, ao fim de dez anos, ainda nos lembramos de como se atreveu a dizer-nos aquilo e desencadeamos a mesma resposta de stress que tivemos na altura», explica o psicólogo e especialista em mindfulness Vasco Gaspar, certificado no programa Search Inside Yourself, da Google, com alguns dos maiores peritos do mundo em neurociência e inteligência emocional.

«Há um cientista e professor em Stanford, Robert Sapolski, que estudou animais selvagens no Quénia e tem um vídeo famoso em que se percebe que as zebras vivem um stress muito real ao fugirem de predadores, mas desligam-no de imediato quando escapam», sublinha Vasco Gaspar, autor do livro Aqui e Agora (ed. Matéria-Prima).

Respirar, rotular e reavaliar: é este o truque de 30 segundos que permite lidar com as emoções negativas quando surgem.

Já nós ativamos a mesma resposta da zebra para estados psicológicos – ao pensar nas contas a pagar, na reunião de sexta-feira, na discussão com o chefe – e fazemo-lo sem parar.

O que nos leva de volta ao tal truque dos três erres:

  • Respirar
  • Rotular
  • Reavaliar

Trinta segundos bastam para quebrar o círculo de resposta rápida, defensiva, muitas vezes irracional e frequentemente mais ameaçadora do que a própria situação que a desencadeou.

Segundo os neurocientistas, a forma mais simples de se lidar com as emoções negativas quando elas surgem é seguindo estes três passos simples que lhe mostramos na fotogaleria.

Passa tudo por saber pôr as coisas em perspetiva, de modo a transformar o estado de ameaça noutro mais otimista. O resto, dizem, virá com a prática.