Cabelo: 8 cuidados básicos para não o arruinar com o exercício

É a moldura do rosto, capaz de refletir o que nos vai na alma a cada dia. Saudável, eleva-nos a confiança. Estragado, arrasa-nos a autoestima. E ninguém quererá que o cabelo lhe apronte uma dessas.

Texto de Ana Pago | Fotografias da Shutterstock

ELÁSTICOS

São os melhores amigos de quem recusa deixar que a trunfa solta atrapalhe a performance, porém podem enfraquecer o cabelo, deixá-lo quebradiço e até fazê-lo cair – sobretudo se usar elásticos de borracha, silicone ou apanhá-lo no dia-a-dia (e quanto mais repuxado, pior). Correr com a franja nos olhos não é solução, não se meta nisso. Mas ao menos solte-o durante o resto do dia para minimizar os estragos.

LAVAR

Há quem o lave diariamente, três vezes por semana, em dias alternados, o que for: tudo depende se a pessoa abusa do sol e do cloro na sua prática de atividade física, se põe ou não gel, se o cabelo é seco (a requerer menos lavagens e mais hidratação) ou oleoso (mais atreito a impurezas que convém eliminar). Qualquer que seja a frequência, os especialistas aconselham a usar sempre água morna (resseca menos os fios) e a fazer uma última passagem por água fria de modo a selar as cutículas.

CHAMPÔ

Se tem por hábito fazer uma aplicação uniforme do champô, deixando-o uns minutos a atuar numa espécie de marinada, saiba que está a fazer com que as pontas do cabelo (já de si com pouca oleosidade natural) se tornem ainda mais secas e sujeitas a partir com facilidade. O ideal é centralizar a lavagem no couro cabeludo e deixar que a espuma escorra naturalmente até às pontas, sem outros cuidados de maior.

AMACIADOR

O caso muda de figura quando se trata de aplicar o amaciador: uma vez que o couro cabeludo é mais oleoso/hidratado por natureza e ninguém quer o cabelo acachapado como um capacete, concentre agora a aplicação no comprimento e nas pontas – nunca na raiz –, sem exagerar no tempo de aplicação ou na dose para não sobrecarregá-lo. Tenha ainda o cuidado de escolher um produto adaptado ao seu tipo de cabelo.

SECAR

Seja por desconhecimento ou cansaço, este é outro cuidado que muitos dos que se exercitam à noite descuram: secar bem o cabelo antes de ir para a cama. Não porque faça constipar ou apodreça a raiz, mas porque dormir com ele molhado potencia o aparecimento de caspa no couro cabeludo, desenvolve bactérias e fungos e torna os fios mais frágeis e quebradiços. Na dúvida sobre lavar ou não, lave: pior do que cabelo húmido do duche é tê-lo húmido do suor. Mas depois seque-o bem, de preferência ao natural (ou aplicando um protetor térmico antes de lhe dar com o secador).

SOL

Desde fios baços, quebradiços e sem vida até queimaduras em quem os tem demasiado ralos para proteger a cabeça, o sol compromete as proteínas, a queratina e a cor do cabelo, podendo redundar em queda. Razão mais do que suficiente para usar um chapéu sempre que vai para a rua exercitar-se durante o dia. Em alternativa, também pode proteger o couro cabeludo com um filtro solar e aplicar óleos próprios (como o de argão e outros do género à venda em lojas especializadas) para resguardar os cabelos dos efeitos nocivos do sol.

CLORO

E quem diz do sol diz da água das piscinas, desinfetada com cloro, que pode danificar a estrutura dos cabelos dos nadadores a ponto de fazê-los ficarem mais finos, descolorados e quebradiços. O mesmo para a água do mar, que submete os fios à ação agressiva do sal e do iodo. Por isso, além de todas as atenções básicas que temos vindo a referir anteriormente, acrescente mais esta: borrifar a cabeça com água termal quando sair da água, após a última braçada.

HIDRATAÇÃO

E depois de tanto cloro, sal, nutrientes em falta e outras fragilidades que tais, acontece muitas vezes o champô e o amaciador não serem suficientes para revitalizar o cabelo. É neste ponto que entra a máscara capilar hidratante, mais poderosa que o amaciador utilizado regularmente no duche, a aplicar de 15 em 15 dias. O ideal é ir alternando entre uma máscara nutritiva, para ter fios mais brilhantes e macios, e uma reconstrutora, que os deixa mais fortes e íntegros.