Por que deve envolver os miúdos na compra do material escolar?

Texto de Alexandra Pedro | Fotografia iStock

Talvez seja, depois de reencontrar os amigos, aquilo de que os miúdos mais gostam no regresso às aulas. A excitação de comprar lápis e cadernos e mochilas e tintas a estrear. E há que aproveitar essa excitação, a ver se contagia tudo o resto.

A psicóloga e especialista em desenvolvimento infantil, Ana Manta, defende o envolvimento das crianças nas compras de regresso às aulas, dizendo que esta é uma forma de «criar memórias felizes».

«A compra de material escolar é uma excelente oportunidade de trabalhar a gestão do orçamento, destinando a cada filho um determinado plafond monetário para eles gerirem» diz a psicóloga Ana Manta.

«Quem não se lembra de ir comprar os livros e materiais novinhos em folha? Se queremos alunos motivados, temos que os envolver».

Além disso, acrescenta a especialista, «esta é também uma excelente oportunidade de trabalhar a gestão do orçamento, destinando a cada filho um determinado plafond monetário para eles gerirem. Vai ajudá-los no raciocínio matemático, mas também a perceber que não podem ter tudo o que querem».


Veja também:

«Peso exagerado nas mochilas está ligado a contraturas musculares, má postura e excesso de carga nos discos da coluna»