Dormir mal pode afetar a sua relação, diz a ciência

Nervous young woman is lying on bed and thinking seriously. Her husband is sleeping on background

Que uma boa noite de sono ajuda o cérebro a funcionar corretamente, permite que o corpo esteja completamente funcional e nos deixa mais despertos para as rotinas diárias não é propriamente novidade. Mas tem noção do que as noites mal dormidas estão a fazer à sua relação? Se calhar, é melhor pensar sobre o assunto.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de iStock

«Quando dormimos pouco, o nosso corpo entra em modo de sobrevivência. As pequenas coisas do dia-a-dia, como lembrar-se das pequenas tarefas, manter conversas, dar atenção ao seu parceiro, tornam-se mais difíceis de cumprir», analisa o neurologista W. Christopher Winter, no seu mais recente livro The Sleep Solution (A Solução Para O Sono).

Uma relação alimenta-se de todas as pequenas coisas que fazem a diferença. Ora, se não consegue prestar atenção aos detalhes, se tudo o que quer é chegar a casa e dormir, a falta de sono está a interferir no tempo que tem para o parceiro.

Da próxima vez que estiver irritado com alguma coisa que o seu parceiro disse ou fez, pense duas vezes se não é uma reação neurológica às poucas horas de sono da noite anterior.

Já parou para pensar que quando está sem dormir, está mais irritado e vulnerável? O seu parceiro conta-lhe uma história e só quer que chegue à conclusão. Um pequeno gesto provoca uma irritação maior do que o normal? Existe uma explicação. «Quando dorme pouco, a amígdala do cérebro – responsável por ligar memórias a sentimentos – deixa de funcionar convenientemente», diz o neurologista.

Em 2013, foi publicado um estudo no jornal Psychosomatic Medicine que corrobora esta ideia A pesquisa concluiu que a atividade da amígdala em pessoas com privação de sono levava a sintomas de depressão e stress. Da próxima vez que estiver irritado com alguma coisa que o seu parceiro disse ou fez, pense duas vezes se não é uma reação neurológica às poucas horas de sono da noite anterior. Pode evitar discussões desnecessárias.

Hoje, trabalha-se horas a mais, faz-se maratonas noite dentro, por turnos, aos fins de semana. Na teoria, este seria tempo dedicado à sua relação.

É importante salientar que dormir mal pode levar a problemas de saúde graves. Segundo a análise do Centers for Disease Control and Prevention, sediado nos Estados Unidos, não dormir está diretamente relacionado com a diabetes, obesidade, problemas cardíacos ou depressão. Não é difícil perceber que, se está a enfrentar problemas de saúde – graves, inclusive – a vontade de passar tempo de qualidade como casal diminui.

Existe também o problema dos horários. Hoje, trabalha-se horas a mais, faz-se maratonas noite dentro, por turnos, aos fins de semana. Na teoria, este seria tempo dedicado à sua relação. É importante respeitar o espaço do outro e provavelmente terá de encontrar um meio-termo entre os dois. Acordar meia hora mais cedo pode ser uma opção, sugere o autor. Afirma ainda que é preciso «apostar em ter tempo de qualidade, se o horário é reduzido. Meia hora de conversa pode fazer mais pela sua relação do que duas horas a ver Netflix».

Acima de tudo, cuide qualidade do seu sono de forma ativa e constante. Não quer que seja este o motivo do deterioramento da sua relação, pois não?