Eleitores de Évora impedidos de votar por já terem votado por eles

Eleitores de Évora impedidos de votar por já terem votado por eles
© Reinaldo Rodrigues/Global Imagens

Situação idêntica já tinha acontecido em Lisboa. Porta-voz da CNE justifica com abolição do número de eleitores.

Vários eleitores de Évora queixaram-se este domingo de terem sido impedidos de votar porque alguém já tinha votado em seu nome, avança o Expresso. Uma situação que se junta à de Luís Ferreira de Almeida, jornalista, que não pode exercer o seu direito de voto em Campolide, Lisboa, porque quando mostrou o seu cartão de cidadão foi informado que já tinha votado.

João Tiago Machado, porta-voz da Comissão Nacional de Eleições, disse que é impossível avançar, para já, com o número de queixas de eleitores que se defrontaram com esta situação. “Podemos dizer que são vários os casos, nomeadamente em Évora”, disse àquele jornal.

Este impedimento de eleitores votarem acontece, adiantou, em todas as eleições, mas sobretudo desde que foi abolido o número de eleitor.

O cartão de eleitor foi abolido depois das alterações, no ano passado, ao Regime Jurídico do Recenseamento Eleitoral, que aboliu o número de eleitor. Desde aí, os cadernos eleitorais estão organizados com o nome dos eleitores, por ordem alfabética.