Faz dieta e não consegue perder peso? Está a cometer um destes erros

Fazer uma dieta com resultados a longo prazo é mais do que simplesmente deixar de comer ou matar-se a fazer exercício. Há que ter noção dos seus limites, das quantidades e da qualidade das suas refeições. É por isso que, muitas vezes, o que vê no espelho – e na balança – não reflete todo o esforço que está a fazer.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de iStock

Estes são alguns erros que todos já cometemos e que podem colocar seriamente em causa o sucesso da sua meta de emagrecimento.

DEMASIADA «COMIDA SAUDÁVEL»

A primeira coisa que fez quando se decidiu pela dieta foi encher o frigorífico de «comida saudável», não foi? Mas esse nem sempre é o caminho mais eficaz. Por exemplo, abacates, húmus ou molhos para saladas são alimentos que têm de ser consumidos em quantidades controladas por causa da quantidade de calorias. Allison Childress, professora de Ciências da Nutrição da Universidade do Texas, afirma que tem «muitos pacientes que me dizem que estão a comer de forma saudável porque pararam de beber refrigerantes ou fast-food. Mas comeram dois abacates ao almoço. Erro! O que estão a comer também é calórico. É importante perceber se a sua dieta realmente baixou o número de calorias em relação ao que já ingeria.»

POUCAS CALORIAS NÃO É BOM

Sim, comer bem é muito importante quando está a fazer dieta. Lembre-se disso. Ainda que tenha de haver uma redução de calorias para ver resultados na balança, levar a situação ao extremo e ingerir menos do que o recomendado pode sabotar o seu objetivo. Quando ingerimos poucas calorias, estamos a atrasar o nosso metabolismo, que vai começar a conservar gordura porque tem a perceção de que está a passar fome. Entra em «modo de sobrevivência». Ou seja, para ter sucesso, precisa de consumir as calorias suficientes para ter energia durante o dia e para o seu corpo queimar a gordura de forma natural.

NÃO MONITORIZA O QUE COME

Não precisa de sentir que tem de cumprir a dieta à risca para ter o resultado que deseja. Perder peso de forma eficaz demora o seu tempo e não há problema em ter os seus momentos de gula, fazem parte – para não se sentir isolado e para manter um estado de espírito animado. Há momentos em que uma fatia de piza ou um prato de massa são tudo o que precisamos. Ainda que não haja problema, de vez em quando, há que controlar os excessos para que não tenham um impacto significativo. Ou seja, se tem um dia mais guloso, tente equilibrar nos restantes, prefira comer ao almoço e não ao jantar, prove mas não exagere nas doses. Com estes ajustes, pode comer o que lhe apetece sem comprometer a dieta.

EVITA GORDURA A TODO O CUSTO. PARA QUÊ?

É verdade que alimentos com gordura têm muitas calorias. Mas isto não quer dizer que tem de evitar esta fonte importante de nutrientes. «Evitar a gordura é um dos grandes erros das dietas» diz Kylene Bodgen, nutricionista, ao site Pop Sugar. «Nunca vai sentir-se verdadeiramente saciado vai perder o controlo do açúcar no sangue, duas coisas essenciais para perder peso». Ao incluir fontes de gordura mais saudáveis como nozes, amêndoas, sementes, abacates ou azeite na sua dieta, vai reduzir a vontade de comer açúcar, fast-food, etc… Mas, mais uma vez, tenha atenção às quantidades.

A COMIDA DO INSTAGRAM NÃO É PARA COPIAR

Ninguém duvida de que uma taça de iogurte com cereais perfeitamente enquadrada é um sucesso nas redes sociais. Mas só essa taça pode significar demasiadas calorias para a sua dieta. «Sabia que 3/4 de taça de iogurte com meio copo de fruta são aproximadamente 210 calorias?», explica a nutricionista Mónica Auslander. «Se acrescentar uma colher de mel, outra de chips de chocolate, mais uma de manteiga de amendoim, tem aí o dobro das calorias. E achava que estava a comer dentro da dieta.» Não vá em modas ou tente copiar a fotografia perfeita do Instagram, siga antes as instruções do seu médico.

NÃO BEBE ÁGUA SUFICIENTE

Nada que não tenha ouvido antes. Beber água é essencial para estar hidratado, para a pele e também para o sistema digestivo. Não beber a quantidade recomendada por dia vai afetar a forma como o seu corpo processa os alimentos. E falta de líquidos no corpo é constantemente confundida com fome. Se, ainda por cima, está a fazer exercício, tem mesmo de manter-se hidratado.

NÃO DORME BEM

Outro ponto que não deveria ser novidade. Dormir bem é essencial para todos os aspetos da nossa vida, sejam físicos ou mentais. Um corpo e mente descansados funcionam muito melhor. E a verdade é que não dormir o suficiente influencia diretamente a perda de peso em vários aspetos. Os estudos têm demonstrado que não dormir aumenta a vontade de comer mais tarde, sobretudo snacks nada saudáveis e carregados de açúcar. A privação de sono também aumenta os níveis de cortisol, a hormona que alerta o nosso corpo para a conservação de energia, já que estamos em esforço físico. Para tal, o corpo vai agarrar-se à gordura extra que deveria estar a perder. Por isso, durma as sete ou oito horas recomendadas se quer mesmo perder esses quilos.

NEM TUDO É EXERCÍCIO

Sim, o exercício é importante para a perda de peso. Ajuda a queimar calorias, a formar músculo e até acelera o corpo para continuar a queimar gordura depois do treino. Mas não é tudo. Há que ter em atenção que tipo de exercício é o mais adequado para o seu corpo e para a quantidade de peso que quer perder. E também ser consciente da alimentação que faz antes e depois do treino. Se bebe um smoothie inteiro depois de uma aula, provavelmente ingeriu as calorias que acabou de perder. Correr também abre o apetite, não se atire a um prato de massa após quilómetros de corrida. Sobretudo, seja equilibrado nas suas escolhas e tenha paciência porque os resultados vão acabar por se notar.