Plogging: uma nova tendência do fitness que também exercita o civismo

A palavra é estranha: resultou da junção das palavras em inglês jogging e em sueco plocka upp. O resultado? Plogging – uma nova tendência do fitness que, além dos músculos, trabalha o civismo.

Texto de Alexandra Pedro | Fotografia iStock

Já se imaginou a correr e a apanhar o lixo que vai encontrando pelo caminho? É isso que se faz no plogging (junção de jogging, correr em inglês, e plocka upp, apanhar em sueco). Não há inscrições, grupos formados ou percursos específicos. O plogging requer apenas iniciativa, força de vontade e, já agora, luvas e sacos do lixo.

O local escolhido foi o Parque Florestal de Monsanto, em Lisboa. Pelas nove da manhã eram poucas as pessoas que por ali se encontravam. Em passo de corrida, os primeiros momentos foram de ambivalente frustração. Sem muito para apanhar, Monsanto parecia o local errado para a experiência. Não era (infelizmente).

Ao longo do percurso, já com algum cansaço acumulado, não faltaram peças de roupa, maços de tabaco, fraldas e plástico (muito plástico).

Em zonas mais escondidas encontraram-se as primeiras garrafas de plástico espalhadas pela mata, bem como lenços de papel, pacotes de batatas fritas e latas de refrigerantes.

Em processo de recolha, e sem perder o ritmo, o saco de trinta litros começava a encher-se e as luvas a sujar-se. Ao longo do percurso, já com algum cansaço acumulado, não faltaram peças de roupa, maços de tabaco, fraldas e plástico (muito plástico).

Chegaram 32 minutos e 30 segundos para o primeiro saco ficar a abarrotar. Feitas as contas, dá um litro de lixo encontrado a cada minuto desta corrida/caminhada.

Mais do que as calorias, contabilizaram-se os maus hábitos e a falta de civismo. E ganhou-se consciência e vontade de repetir a experiência a cada esquina

Quer experimentar?

A ideia é aproveitar a prática desportiva para apanhar lixo e, posteriormente, reciclá-lo. A iniciativa surgiu na Suécia, mas rapidamente se propagou pelo mundo com várias pessoas a partilharem as suas «conquistas» através da hashtag #plogging.

Já existem partilhas feitas também em Portugal e grupos de divulgação desta tendência. Para os mais céticos: pode perder dezassete por cento mais de calorias que a fazer apenas jogging.