Férias sem tecnologia? Sim, é possível. E devia tentar

As férias são aquele momento pelo qual ansiamos todo o ano. As semanas sem horários, sem preocupações ou horas para as refeições. O descanso absoluto e os mergulhos todo o dia. Ou, pelo menos, é esta a teoria. Na sociedade atual, em que estamos permanentemente conectados, a verdade é que é cada vez mais difícil «desligar» da vida profissional, das redes sociais, dos eventos em que não vamos estar presentes de qualquer forma. A questão é que vale a pena tentar.

Está com a sua família e continua a ver os e-mails todos os dias, a atender telefonemas, a responder a mensagens ou, simplesmente, a fazer scroll no feed de notícias para ficar a par do que acontece em casa? Quantos de nós somos assim, ainda que estejamos numa praia deserta de areia branca ou no amanhecer de Machu Picchu, no Peru?

Nunca é demais lembrar que as férias servem para nos afastarmos e descansar mente e corpo.

Quando ficamos agarrados à tecnologia durante as férias, é fácil perder de vista o verdadeiro propósito destes dias. Nunca é demais lembrar que estas servem para nos afastarmos e descansar mente e corpo. Se levamos atreladas as responsabilidades do dia a dia profissional, não vamos conseguir cumprir esses objetivos, pois não?

Fazer esta distinção é das tarefas mais difíceis, já que temos a tendência de achar que as coisas não se resolvem sem nós. O que, na maior parte das vezes, não é verdade. E, sobretudo, as questões podem esperar até ao seu regresso.

Outro dos propósitos de ir de férias é criar memórias, passar tempo de qualidade com quem se gosta, seja o parceiro, os filhos ou o grupo de amigos. Ou até se está sozinho, o tempo deveria ser passado a descobrir outros lugares e outras pessoas. Se colocar o trabalho e o telefone no meio desta equação, vai acabar por prejudicar o tempo que seria para reforçar os laços.

Afinal, o que é mais importante: o trabalho ou a família?

Pode achar que não mas, para o seu filho, vê-lo sempre no telemóvel durante as férias vai influenciar a forma como a vossa relação evolui. Porque afinal, o que é mais importante; o trabalho ou a família? Acima de tudo, perceber que há tempo para tudo e, se já tem uma carga horária sobrecarregada quando está a trabalhar, merece uns dias de descanso absoluto.

Se precisa de uma ajuda para desviar o pensamento das notificações, estas são algumas dicas que podem não ser novidade, mas tornaram-se cada vez mais raras desde que viajamos com o telemóvel. Tem férias este verão? Então, porque não tentar?

LER

Costumava ser a companhia ideal das férias – e, para muitos de nós, ainda é. Mas a verdade é que a tecnologia veio interferir na relação que temos com a leitura. Muita gente trocou as páginas de um livro por um jogo ou pelo Instagram. Comprometa-se a ler pelo menos um livro nestas férias. Repita todos os dias o ritual de leitura e tente relaxar. Sem aparelhos eletrónicos por perto, para não se distrair.

DORMIR

As férias são também a oportunidade ideal para colocar as horas de sono em dia. Sem despertador e sem notificações por perto. Um dos mecanismos para dormir melhor é mesmo evitar os aparelhos eletrónicos no quarto. Pode até estranhar nos primeiros dias. Mas a verdade é que, gradualmente, a sua mente vai estar mais relaxada e o seu sono será mais tranquilo. E todos sabemos que existem poucos prazeres melhores do que acordar de uma noite bem dormida.

MEDITAR

Não estamos a falar de retiros espirituais (estes são, no entanto, uma boa alternativa para escapar à rotina). Estamos antes a referir-nos ao escape diário para respirar fundo e descansar o pensamento. A meditação funciona em torno da respiração. Há exercícios que pode fazer sozinho que vão acalmá-lo instantaneamente. É uma excelente oportunidade para refletir sobre a sua vida e agradecer o momento. Uns minutos por dia, seja de manhã ou à tarde, são muito eficazes no controlo do stress e ansiedade causados pelo trabalho. Experimente. Comece por fazer 10 minutos e vá aumentando o tempo. Em altura de férias é o momento ideal para começar.

PASSEAR PELA NATUREZA

A natureza continua a ser um dos cenários mais calmantes e apaziguadores. Um passeio ou piquenique pelo campo, por uma floresta ou jardim é diversão e tranquilidade garantidas. Sem qualquer aparelho que vá atrapalhar o momento, um dia bem passado pode fazê-lo esquecer completamente o trabalho.

REFEIÇÕES SEM TELEFONE

Se há coisa que pode ser irritante são os telefones em cima da mesa de refeição. Quando está a trabalhar, pode estar à espera daquele telefonema ou e-mail urgente mas, nas férias, não existe essa necessidade. Porque não deixar o telefone em casa ou, se quiser, na mala? Instituir a regra de «refeições sem telefones» é a forma mais eficaz de evitar interferências desnecessárias neste momento de partilha.

MAIS TEMPO COM ANIMAIS

Todos sabemos que os animais são uma fonte inesgotável de carinho e diversão. Trazê-los para as férias não só é uma forma de se ocupar, como se diverte de forma muito mais natural. Se não tem animais de estimação, procure atividades que nos locais para onde vai. São memórias inesquecíveis.

PASSEIOS CULTURAIS

Uma das formas mais eficazes de conhecer um sitio é através da sua cultura. Museus, exposições, música ao vivo, cinema, etc… Aprender algo novo é muito importante para renovar o nosso cérebro e para nos desligarmos da rotina de casa. Perca-se entre quadros e livros, música ou restaurantes. Sem telefone. O tempo vai voar e vai perceber que nem se lembrou de ir ao e-mail.