O seu animal tem excesso de peso? Pode estar a tirar-lhe anos de vida

Foram examinados mais de 50 mil cães de doze raças diferentes e o resultado é alarmante: cães com excesso de peso vivem menos dois anos e meio que os que têm o peso ideal. Os hábitos alimentares caninos têm ganho uma importância crescente junto dos profissionais e cuidadores.

Texto de Alexandra Pedro | Fotografia Shutterstock

A conclusão é da Universidade de Liverpool, no Reino Unido: animais com excesso de peso podem viver menos dois anos e meio do que cães que têm o peso ideal.

Depois de examinarem cerca de 50 mil cães, das doze raças mais populares do mundo, os investigadores concluíram que a obesidade pode mesmo condicionar a vida dos caninos, sendo que esta variação é mais ou menos evidente consoante a raça.

«O efeito do excesso de peso foi observado em todas as raças, embora a magnitude tenha sido diferente, variando entre os pastores alemães machos – perdem cerca de cinco meses de vida – até dois anos e seis meses nos machos de Yorkshire Terriers», pode ler-se no comunicado daquela instituição.

«Ainda há muito a noção que o animal gordinho – género gato Garfield – é que é fofinho e bonito. Mas por detrás desse aspeto estão uma série de problemas de saúde»

Com base em números relativos aos Estados Unidos da América, a Universidade de Liverpool acrescenta que, apesar dos cuidadores «desconhecerem as implicações para a saúde dos cães com excesso de peso», os números estão em constante crescimento. Note que «os números mais recentes apontam para que um em cada três cães e gatos nos EUA esteja acima do peso ideal».

Nesta investigação não se procuraram as razões efetivas para este aumento de peso dos animais, mas uma pesquisa da Better Cities For Pets indica que mais de metade dos donos (54 por cento) dão frequentemente comida aos seus animais de companhia.

Em entrevista à DN Life, em julho último, a médica veterinária Joana Pereira já tinha sublinhado as preocupações dos especialistas em relação aos maus hábitos alimentares caninos. «Ainda há muito a noção que o animal gordinho – género gato Garfield – é que é fofinho e bonito. Mas por detrás desse aspeto estão uma série de problemas de saúde que podem aparecer e que retiram qualidade de vida ao animal e encurtam a longevidade. Isto porque a obesidade está associada ao aparecimento precoce de problemas de saúde crónicos – que na sua maioria não têm cura. O que acontece é que aqueles animais vão viver menos tempo e enquanto cá estão têm pior qualidade de vida», disse, na altura.

«Se o animal é demasiado pesado, tem uma maior predisposição para vir a sofrer de outros problemas de saúde, tais como doenças nas articulações, problemas respiratórios, e de certos tipos de cancro»

«A obesidade acontece porque há um desequilíbrio entre a quantidade de calorias que o animal ingere e a quantidade que gasta. Isto acontece quando os animais têm acesso a alimento em excesso ou quando o alimento que é demasiado calórico para o estilo de vida que leva», acrescentou a médica.

Os problemas de saúde associados ao excesso de peso foram também evidenciados pelo coautor do estudo da Universidade de Liverpool, Alex German.

«Se o animal é demasiado pesado, tem uma maior predisposição para vir a sofrer de outros problemas de saúde, tais como doenças nas articulações, problemas respiratórios, e de certos tipos de cancro, assim como pior qualidade de vida», disse, em comunicado.

Porto e Lisboa recebem festivais de cães e gatos

A 13.ª edição da Expozoo – Exposição do Mundo Animal vai realizar-se de 12 e 13 de janeiro, na Exponor – Feira Internacional do Porto. Por lá, esperam-se mais de 600 animais exóticos – repteis, suricatas e outros tais – e mais de 400 animais de quinta e de estimação.

Por lá, terá também expositores de comida, vestuários ou de saúde e bem-estar animal. O seu animal de estimação também está convidado a participar na iniciativa, podendo juntar-se entre as 10h e as 12h, sendo que é obrigatório apresentar o boletim de vacinas e identificação eletrónica do animal.

Em Lisboa, entre 1 e 3 de fevereiro, pode visitar também o Pet Festival, que este ano terá a Vila do Cão Português, espaço dedicado a apresentar 11 raças nacionais certificadas.

O evento, que se vai realizar na FIL, terá também o Concurso Internacional de Furões, uma prova de beleza avaliada por juízes internacionais.


Veja também:

Fala com o seu animal de estimação? Só lhe faz bem