Os homens emagrecem mais rápido que as mulheres. Porquê?

O excesso de peso é um dos grandes obstáculos para manter um estilo de vida saudável. Mas quem já tentou perder peso sabe que não é fácil. Especialmente para as mulheres, segundo um novo estudo.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de iStock

Emagrecer é um desafio diferente para homens e mulheres. E são elas que têm mais dificuldade. A conclusão é de um estudo que envolveu universidades de Navarra, Copenhaga e Sidney. O projeto Preview analisou a evolução de 2.224 pessoas com excesso de peso e pré-diabéticas.

Durante oito semanas de investigação, os participantes submeteram-se a uma dieta baixa em calorias, à base de sopas, batidos, cereais e vegetais. O objetivo era baixar o peso o mais rápido possível. No final deste tempo, os homens tinham perdido mais 16% do peso que as mulheres.

Em média, uma mulher adulta tem cerca de 20% a 25% de gordura. Já um homem tem em torno de 15%, para além de ter mais músculo.

Os números da balança não foram o resultado mais relevante. O que saltou à vista foi onde reduziram os quilos. Enquanto os homens perderam mais massa gorda, as mulheres perderam massa muscular.

Esta diferença pode dever-se à quantidade de gordura que cada um tem e onde se localiza. Em média, uma mulher adulta tem cerca de 20% a 25% de gordura. Já um homem tem cerca de 15%, para além de ter mais músculo.

A nutricionista Belén Rodriguez explica ao El País as razões desta «desvantagem». «A massa muscular requer um maior gasto energético. Ao ter mais músculo, queimam-se mais calorias porque o metabolismo é mais rápido».

Como se ainda não bastasse, as mulheres também sofrem mais do chamado «efeito iô-iô», ou seja, recuperam mais depressa o peso perdido. Uma outra pesquisa da Universidade Politécnica de Madrid chegou a esta conclusão comparando os resultados de um grupo de homens e mulheres três anos depois de uma intervenção para perder peso.