Marcos Piangers: “Pai é quem está presente, quem conhece os filhos”

a carregar vídeo

“Um pai que abandona tem uma participação muito pequena para ser chamado de pai”, diz Marcos Piangers. “Ser pai é participar, é estar presente, é conversar, é conhecer o filho, é saber das coisas dele e entender os sinais que ele passa.” Entrevista com o autor brasileiro (que cresceu sem pai), fenómeno nas redes sociais com milhões de seguidores rendidos aos seus vídeos e palestras sobre parentalidade. “Todos os dias recebo mensagens de pais que dizem: ‘Eu não era um bom pai e mudei por sua causa'”.

Entrevista de Paulo Farinha

Veja AQUI outros excertos da entrevista (e a conversa completa):

“Eu sei quem você é.” O dia em que Marcos conheceu o pai (6:29)
Até quando vamos dizer “chegou o garanhão que será o terror das meninas”? (3:33)
“As empresas percebem a importância dos afetos” (2:27)
“Cabe ao homem fazer tudo o que a mulher faz. E inspirar outros” (2:34)
“Pai, larga tudo e vamos mudar de vida.” E Marcos fez o que a filha pediu (4:43)
Entrevista completa ao pai que inspira milhões de pais (31:04)

Esta conversa com Marcos Piangers faz parte da série de entrevistas NINGUÉM DISSE QUE ISTO IA SER FÁCIL, sobre família e relações, conduzidas pelo jornalista Paulo Farinha. Com psicólogos, psiquiatras, psicoterapeutas, terapeutas de casal, educadores, enfermeiros, pediatras, juízes, professores e outros profissionais que ajudam a entender as histórias do dia a dia dos filhos que estão a crescer, dos pais que estão a envelhecer, da relação que parece à deriva ou da família que não escolhemos mas com a qual temos de lidar. Veja aqui outros vídeos.