Quer melhorar o treino de corrida? Estas dicas dão-lhe um empurrão

Decidiu começar o ano a investir a sério no seu treino de corrida? O segredo está na combinação de treinos e no tempo que dedica a relaxar.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de iStock

Se já corre e quer melhorar a sua performance ou se começou agora a correr, saiba que a qualidade da corrida melhora consoante algumas mudanças de atitude, dentro e fora da pista.

ALTERNE COM TREINOS NO GINÁSIO

Correr tem um impacto grande no corpo e, para obter melhores resultados, é importante que tenha a força necessária para superar-se. Alternar a corrida com treinos localizados que incluam pesos, agachamentos ou máquinas é importante para fortalecer os músculos.

DÊ IMPORTÂNCIA À FORMA COMO CORRE

«A chave para correr bem é simetria na força corporal», diz ao The Guardian a psicoterapeuta Laura Jamieson. Ou seja, se sente que uma perna tem mais força e a outra está a acumular a dor por ser mais fraca, foque-se nos exercícios para as pernas, como levantamentos com pesos ou agachamentos, e insista naquela que precisa de maior trabalho.

APRENDA A RELAXAR

Pode parecer contraproducente relaxar quando se vai fazer um exercício que implica tanto movimento como correr. Mas, como chegou a dizer Usain Bolt, campeão olímpico, «Quanto mais relaxado está, mais suave e rápido vai correr. Os seus músculos comprimem-se quando está tenso».

TRABALHE A COORDENAÇÃO E O EQUILÍBRIO

Coordenação e equilíbrio. Duas palavras essenciais não só para melhorar a sua corrida como para qualquer exercício a que se proponha. Um dos exercícios mais eficazes para treinar o equilíbrio e a velocidade é a escada de agilidade (na imagem). Se nunca experimentou, fale com um treinador do seu ginásio para lhe dar indicações.

ENTENDA O SEU CORPO

Todo o corpo tem uma cadência natural quando está a correr. É preciso entender isso para potenciar as partes físicas que vão fazê-lo correr mais e cansar-se menos. Mexer os braços tal como mexe os pés é um dos exemplos. Estes podem ser aceleradores das pernas, quando bem coordenados. Balance os braços para trás e para a frente sem perder a cadência. Ao mesmo tempo, mantenha os ombros relaxados, não é bom comprimi-los. Eleve os joelhos um pouco mais do que o habitual e deixe o tronco em postura reta. Mas acima de tudo o que foi mencionado, respeite o seu tempo e a sua progressão física. Se começar a doer, pare, descanse e retome quando estiver melhor.

Leia também:

Chegou a preguiça do inverno. Como combatê-la?