Seis modalidades para fugir do ginásio (e manter-se em forma)

Quer perder peso, fazer exercício e/ou libertar-se do stress acumulado sem ter que ir ao ginásio? Reunimos cinco práticas desportivas que nada têm a ver com passadeiras, aparelhos de musculação ou tapetes de yoga.

Texto de Alexandra Pedro | Fotografia ShutterStock

Trekking: alia a atividade física com a natureza

Privilegiando o contacto com a natureza, o trekking é uma modalidade que procura percorrer trilhos naturais, fazendo caminhadas em grupo. Em Portugal existem vários grupos que organizam este tipo de atividades. Dia 26 deste mês pode juntar-se ao grupo Trilhos Nocturnos e fazer um percurso de oito horas na serra da Arrábida.

Jisei Budo: artes marciais para descomprimir

Se sempre gostou de lutar e de samurais esta pode ser a modalidade ideal. Budo significa «via do guerreiro» e jisei é o autoaperfeiçoamento do ser humano. A garantia do Jisei Budo é que consegue descomprimir mais do que num spa, através de um combate controlado, na segurança do dojo (o local onde se praticam artes marciais). E não, não é violento.

Plogging: corra por uma causa

É uma atividade cada vez mais em voga. No plogging junta a corrida à vontade de deixar o mundo mais limpo e a sua consciência mais tranquila. Para fazer basta ter apenas iniciativa, força de vontade, além das luvas e dos sacos para ir recolhendo o lixo que encontra pelo caminho. Com esta prática pode perder dezassete por cento mais de calorias que a fazer apenas jogging.

Float Fit: numa prancha a tentar o equilíbrio

Imagina uma aula de 30 minutos, de grande intensidade, em que o objetivo é fazer uma aula de ginástica em cima de uma prancha? Pois bem, no Holmes Place pode experimentar. As primerias aulas Float Fit podem ser dolorosas – e os agachamentos e abdominais têm o dobro (ou o triplo) da dificuldade – mas no dia seguinte sente logo os resultados.

Kangoo Waves: saltar até a música parar

As aulas de Kangoo Waves podem traduzir-se em três palavras: equilíbrio, diversão e transpiração (muita transpiração, diga-se). Depois de calçar as botas kangoo jumps, e da música se soltar, a ideia é pular bastante e tentar, simultaneamente, fazer uns passos de dança. Ao fim de 40 minutos, e de já estar mais à vontade com o aparelho, vai sentir que valeu a pena.

Bounce: as aulas de trampolim que o levam à exaustão

Skipping, joelhos ao peito, pranchas, abdominais e outros tantos exercícios sempre em cima dos trampolins. É este o resumo das aulas de Bounce Fit, com duração de 45 minutos, que ajudam, além de queimar calorias, a corrigir a postura, melhorar a coordenação e agilidade. Estas aulas têm ainda mais uma vantagem: são de baixo impacto, uma vez que a elasticidade atenua o choque do corpo com o solo, e, por isso, não tem dores no dia seguinte.


Veja também:

«O que devo comer antes de ir para o ginásio?»