«Tenho um sinal saliente na zona do pescoço que, por vezes, sangra. O que significa?»

sinal, pescoço, mulher

Temos consultório aberto 24 horas por dia, todos os dias, pelo e-mail consultorio@dnlife.pt. Envie as suas dúvidas sobre saúde e bem-estar, físico e mental. Nós respondemos, com a ajuda de médicos e especialistas.

O dermatologista Paulo Lamarão responde a uma questão relacionada com o sangramento de um sinal na zona do pescoço.

Tenho um sinal saliente na zona do pescoço, castanho, já avaliado por um dermatologista e sem preocupações até então. Mas já aconteceu sangrar quando em contacto com a alça da mal ou algumas camisolas. O que significa? Normalmente, cicatriza com rapidez.

A maioria dos sinais da pele são benignos e inofensivos. Contudo, podem surgir tumores malignos numa pele aparentemente sã ou a partir de «sinais» preexistentes e o seu diagnóstico precoce pode significar a cura praticamente sem sequelas.

Para a sua deteção em fases iniciais enunciam-se um conjunto de manifestações que podem servir de alerta. Como regra básica, um sinal que sofra modificação recente (pode ser de tamanho, de forma ou de cor) deve ser analisado por um médico, bem como se houver uma alteração espontânea, como ulceração, sangramento, inflamação, prurido ou dor.

Tudo isto é particularmente importante se o sinal em causa for diferente de todos os outros e se está a evoluir. No entanto, um sinal inofensivo pode sangrar, fazer ferida, inflamar, doer ou dar comichão se for traumatizado.

Não nos devemos preocupar se o sinal for igual a todos os outros e, reconhecidamente, tenha sido magoado por objetos ou mesmo pelas nossas unhas. Devemos sim desinfetar a área em questão e usar, se necessário, um penso para estancar a hemorragia.


Veja também:

«Pode o meu desvio nasal estar ligado a mais dificuldades respiratórias?»