Sofre de ansiedade social? Conselhos para sobreviver à época da festas

Para quem sofre de ansiedade social, esta época de festas é provavelmente a fase mais desafiante de todo o ano.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia de iStock

Jantares de amigos, jantares da empresa, jantares de família, a noite de Natal, a noite de ano novo. Todos os encontros sociais destas semanas são momentos muito complicados para quem sente este tipo de patologia e este sentimento não deve ser ignorado. Pelo contrário, deve ser tido em conta e há mecanismos a adotar para que os momentos não sejam tão penosos. E que se possa divertir também.

PRIMEIRO QUE TUDO, PROCURE AJUDA

A ansiedade é real e a saúde mental não deve ser descurada. Sara Wilson, autora do livro First, We Make the Beast Beautiful, escreve que «a depressão é estigmatizada e a ansiedade é vista como resultado da ‘vida moderna’, o que faz com que as pessoas duvidem do que estão a sentir e se culpem por não estarem a lidar melhor com as circunstâncias da vida». Se se sente realmente ansioso em grupos sociais, não pense que é o único. E, acima de tudo, procure ajuda profissional para melhorar.

FINGIR PODE AJUDAR

Não estamos a exagerar, fingir segurança pode realmente ajudá-lo a ultrapassar os momentos mais complicados. Imagine na sua cabeça que é a pessoa mais confiante que conhece. Imite esses traços, finja essa confiança. Vai ver que ao sentir-se outra pessoa, a insegurança vai passar para segundo plano.

CONHEÇA-SE

Charles Linden, psicólogo, acredita que a ansiedade social pode nascer de duas formas: ou é gerada geneticamente como um traço do caráter, desassociado de outra desordem; ou está ligado a uma desordem de medo, ou seja, o medo é o motor para espoletar respostas psicológicas que nem sempre são as melhores. É importante perceber o que se passa consigo, se é uma resposta ao medo, há que trabalhar da melhor forma esse aspeto.

PREPARAÇÃO É TUDO

Antes de um evento, prepare-se a sério. Tenha alguns tópicos preparados para início de conversas. Algumas perguntas que resultam com todas as pessoas são boa ideia para não ficar ansioso se o assunto não surgir. «Quais são os planos para 2019?» é sempre uma boa opção. Se sentir que está a ficar sufocado num grupo grande, foque-se só numa pessoa ou duas e mantenha-se nessa «zona de conforto».

CUIDADO COM O ÁLCOOL

Alguém com ansiedade pode achar que álcool é exatamente o que é preciso para atravessar um evento social. O problema é que o álcool reduz as inibições, fá-lo dizer e fazer coisas que não faria caso contrário. E pode inclusive aumentar o sentimento de ansiedade que tanto queria evitar. Um copo de vinho, uma cerveja, não tem problema. Mais do que isso é de evitar.