Sofre de insónia crónica? Isto é o que precisa de saber

Chega à cama, conta as horas, o tempo passa e não consegue dormir. Por mais voltas que dê, não consegue. A situação torna-se recorrente, está sempre cansado e a privação de sono já afeta a sua saúde. É muito provável que sofra de insónia crónica. Entenda o que é, as causas e como resolver para que as noites sejam bem dormidas.

Texto de Ana Patrícia Cardoso | Fotografia da iStock

Afinal, o que é a insónia crónica?

Está enganado se acha que insónia crónica acontece apenas em casos extremos de privação de sono. Ainda que esta desordem afete, sim, pacientes que não conseguem dormir de todo, se tende a ter pelo menos três noites por semana sem conseguir adormecer, durante um longo período, enquadra-se no perfil.

As causas mais comuns

Fatores distintos provocam insónias. Os ciclos de sono podem ser interrompidos por questões exteriores como poluição sonora, luzes ou questões mentais e físicas. Em casos de depressão ou ansiedade, ter insónias é um dos sintomas que surgem primeiro. É também preciso ter em atenção as escolhas que fazemos na nossa rotina diária. Beber muito café ou álcool, sobretudo a partir do final da tarde, vai afetar o seu sono. Levar os telefones para a cama é outro erro. O ideal é que a ida para a cama seja um momento de relaxamento, tranquilidade, idealmente em silêncio e com pouca luz. Vai notar a diferença.

Estas são as consequências

A insónia pode ter consequências graves no bem-estar do seu corpo e mente. Sem conseguir descansar as horas adequadas, o seu corpo não vai ter toda a energia que seria recomendável e fica em constante esforço. Quantas vezes já sentiu que tem de ler duas vezes uma frase porque dormiu duas horas na noite passada? Pois é, a mente fica em stress e isso afeta a memória, o julgamento e a perceção. Poderá sentir ansiedade, irritação e sentimentos depressivos.

Como tratar?

O mais importante no tratamento da insónia crónica é perceber a sua origem. É um momento stressante na sua vida, está a consumir demasiado café, a sua relação está a causar-lhe ansiedade ou é algo mais profundo, como uma depressão, por diagnosticar? Comece por fazer pequenas alterações na sua rotina, diminuir a cafeína, praticar exercícios de meditação mesmo antes de dormir. Se não funcionar, o ideal é procurar ajuda médica.