Sónia Morais Santos: “Os pais têm que descomplicar com o excesso de proteção dos filhos. Ou dão em malucos”

a carregar vídeo

Quando criou o blogue Cocó na Fralda, há onze anos, Sónia Morais Santos estava longe de sonhar que um dia teria milhares de leitores – e que viria a deixar o jornalismo para se dedicar exclusivamente a um projeto com a palavra “cocó”. Aliás, se imaginasse isso, de certeza que teria dado outro nome ao principal ganha-pão dos últimos anos. Uma longa entrevista [gravada no verão] com a autora do blogue de família e parentalidade (e de alguns livros também, o mais recente lançado no final de outubro) mais famoso em Portugal. Com passagem, claro, por aqueles que foram os principais protagonistas durante muitos anos: o marido Ricardo, com quem precisa de passar tempo sem os filhos, “a bem da sanidade mental”; Martim e Manuel, com 14 e 17 anos, os mais velhos, que já raramente entram nos desabafos e partilhas da mãe; Madalena, com 10, que também vai “saindo de cena”; e Mateus, o mais novo, com 4 anos, que ainda vai servindo de inspiração para as histórias de Sónia. Já nenhum usa fralda. Mas há muito que aquelas histórias deixaram de ser apenas sobre eles. São sobre nós todos. São sobre a vida.

Entrevista de Paulo Farinha

Veja AQUI excertos da entrevista:

O nome do blogue “Cocó na Fralda”: “Se pudesse voltar atrás…” (4:23)
“Recebo histórias de muita infelicidade” (3:07)
Dias de férias sem filhos? Sim, claro (6:55)
O que é preciso para mudar de vida? Coragem e disciplina (5:15)
Perder um amigo e pedir ajuda para aprender a lidar com a tristeza (3:12)
Trabalho, cesarianas, amamentação…: os sentimentos de culpa das mães (4:27)
“O tempo que os filhos passam agarrados ao telemóvel é o grande desafio hoje” (6:57)
O seu marido assistiu ao parto do filho? Pode agradecer à “Cocó na Fralda” (3:34)
Entrevista completa à autora do blogue de família mais conhecido em Portugal (52:30)

Esta conversa com Sónia Morais Santos faz faz parte da série de entrevistas NINGUÉM DISSE QUE ISTO IA SER FÁCIL, sobre família e relações, conduzidas pelo jornalista Paulo Farinha. Com psicólogos, psiquiatras, opinion makers, psicoterapeutas, terapeutas de casal, educadores, enfermeiros, pediatras, juízes, professores e outros profissionais que ajudam a entender as histórias do dia a dia dos filhos que estão a crescer, dos pais que estão a envelhecer, da relação que parece à deriva ou da família que não escolhemos mas com a qual temos de lidar. Veja aqui outros vídeos.